Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/sindiloj/public_html/site/wp-content/plugins/girohost-client/inc/basic_functions.php on line 251

Mais de 73 mil empresas foram abertas no CE até outubro

No acumulado de janeiro a outubro deste ano, o Ceará registrou 73.880 novas empresas, de acordo com a Junta Comercial do Estado. O saldo de empresas (diferença entre o número de empresas abertas e encerradas) foi de 51.082 este ano, contra 46.102 empreendimentos em 2019 (+11%).

Houve redução de 14,79% no número de fechamentos de empresas entre janeiro a outubro de 2020, no Estado. Foram 22.798 extinções versus 26.758 baixas realizadas nos primeiros dez meses de 2019.
Somente em outubro, foram contabilizadas 8.628 novas empresas, sendo o mês com o maior número de aberturas este ano, no Ceará. Assim, houve aumento de 2,13% nas aberturas, se comparado ao mesmo período no ano passado (8.448).

Para a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, o cenário é animador. “Os números nos permitem avaliar que o Ceará continua crescendo, inclusive com alta a cada mês no número de empresas. É importante destacar que o número de fechamentos tem reduzido, desde o início do ano, principalmente entre os comércios”. O Comércio obteve o maior percentual de aumento, em relação aos demais setores, com crescimento de 4,1%, em 2020.

As atividades com maior número de aberturas foram: “Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios”, com 4.948 registros, e “Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios – minimercados, mercearias e armazéns”, com 3.254 novos empreendimentos.

Abertura de empresas no País

Foram abertas 325.447 empresas no Brasil, em agosto, mantendo a tendência de crescimento similar a julho (325.629). São os maiores números mensais de toda a série histórica. Os dados são do Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian, divulgados esta semana.

Em comparação com agosto de 2019, houve aumento de 14,5%, alavancado pelos microempreendedores individuais (MEIs), que representam 77,1% do total, seguidos pelas sociedades Ilimitadas (12,8%) e empresas individuais (4,3%). A previsão é de que o número de empresas criadas se mantenha elevado nos próximos meses.

De acordo com Luiz Rabi, economista da Serasa, os dados de agosto confirmam que o empreendedorismo “continua sendo uma opção para muitos brasileiros neste segundo semestre do ano, um reflexo da expectativa de manutenção dos níveis de desemprego nesta retomada econômica”.

A maioria dos novos negócios abertos em agosto é do setor de Serviços (62,8%) – ante o mesmo mês de 2019, o segmento cresceu 5,4%. A área do Comércio, no entanto, vem avançando e ocupa 28% do total, com variação interanual positiva pelo terceiro mês consecutivo (38%). As indústrias representam 7,7% dos CNPJs recém abertos.

Fonte: https://ootimista.com.br/jornal-impresso/mais-de-73-mil-empresas-foram-abertas-no-ce-ate-outubro/

Acesso rápido